quarta-feira, 9 de janeiro de 2008


Será que era possivel reconhecer?
eu nao quis pensar
vendo tudo aquilo, bem na minha frente
tudo que eu vivi
aH, era felicidade demais
mas a musica era triste demais
me correram lágrimas na loucura
mas nao pudia deixar sair meu sentimento
sem escrever
que é meu verdadeiro amor
ao mesmo tempo voltei
na minha cabeça todos os filmes de infancia
de uma realidade de assustar
e aproveitando meu grande e iniciante talento
eu escrevi toda minha lagrima e saudade
saudade da tragedia?
NAO!
saudades do que elas nos proporcionava
o ansia de lutar
alguem, em algum lugar
No grito dos desesperados
ouviu
e tão sacrificante foi
mas no sonho eu sangrei
do mais puro sangue deles
eu tinha pedaços deles em mim
resto de polvora
eu nao conseguia parar de escrever
eu só pensava em cada disparo da arma destravada
esperava vir as palavras e despejava n'alma
todo meu pesar e sorriso.
eu nao sai de lá.
eu moro aqui, mas meu umbigo está bem fincado
pra nao esquecer jamais de minhas raizes
eu sobrevivi a liberdade
sobrevivo até hoje, o que se torna dificil, onde eles vivem
é sorte!
Eu to esperando esperança.

Nenhum comentário: