segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Termologia

Toda pureza do calor
Lavadas na transpiração
corpo quente
cumplice no equilibrio térmico
um abraço
Permuta.
Solene
cálido, real, solene
intenso
a verdade não se desmente
Inércia
calados, vencidos, inertes
Sem máscara.
Leal-arte
silêncio, sorriso, lealdade.
Se está em brasa, paixão
estabelece energia interna, nosso corpo
Temperatura do coração.

Um comentário:

Maricotinha disse...

Amorzinha!
Saudades de ver um post novo aqui!
Faço minhas a palavras de betina:
manaxica "acrescida da poesia visceral".
Te adorom Mana! A cada vez que venho aqui me deparo com a beleza de seus versos!
Adoro!
Beijos, Mana!