sábado, 9 de agosto de 2008

Estéril
Não fecundo
Sem alma
Um defunto
Pedaço de mim

Um parto difícil
Sensível, sofri...
Luta particular
Pertinaz
Palavras fugidias
Não foge...
é minha, querida demais.
Nasceu!!

Um comentário:

betina moraes disse...

"Estéril
Não fecundo
Sem alma
Um defunto
Pedaço de mim

Um parto difícil
Sensível, sofri...
Luta particular
Pertinaz
Palavras fugidias
Não foge...
é minha, querida demais.
Nasceu!!"

lindíssimo!

maninha-xica,

vai chegando uma hora na poesia em que e palavra se liberta do poeta e caminha sozinha, batendo de porta em porta, pedindo voz!


eu ouvi sua poesia me chamar, ela bateu aqui, na porta de casa e eu a disse de voz alta!

a beleza do seu escrito é madura, cheia de uma vivência que desconcerta, como se você estivesse viva antes de você nascer.

eu sei lá, gosto de você demais!

obrigada por me dar tanto cartaz assim!

um beijo de afeto!