sexta-feira, 21 de dezembro de 2007


Na dureza
na vida
na rua
pobreza
na alegria
na vida
no sorriso
franqueza
Qual seu santo de devoção?
que faz você enxegar o mundo
Cadê ele?
pra ajudar impuros
quando devemos rezá-lo
na ajuda
uma mão
um tostão
falta de apreço
qual seu santo de devoção?
Na revolta
sua santidade
abraçando os sem-leis
cade ele?
ave maria
do pão
não aparecida
qual seu santo de devoção?
Aquele que ajuda
sem os olhos
afagando quem está por vir
uma noite
passos errantes
do perdão
se instalou
Um santeiro
com dinheiro
na cômoda plantou
na promessa
minha dor
seu santo de devoção deveria ser amor

3 comentários:

Maricotinha disse...

"Que santo santo vai brigar por você?"
"Por que aprendemos tão cedo a rezar?"

Mana, temos que rever nossos valores!
Ah, temos!

Linda é a nação do amor!
Love is my religion!

Maricotinha disse...

Quem foi que te ensinou a rezar?

betina moraes disse...

São Amor! de agora para sempre, meu protetor oficial e padroeiro do meu país interior.

você está cada vez mais dentro da poesia. suas idéias a respeito do mundo, seus conceitos, tudo caminha para a formação de uma grande mulher! de uma grande mulher poeta!

maricotinha deixou frase de uma música que eu adoro "que santo vai brigar..." engraçado como todas as pessoas que se parecem tem ouvido para as mesmas coisas e olhos na mesma direção. acho que somos todas farinha (enriquecida com ácido fólico, claro) do mesmo saco...


um beijo maninha-chica