terça-feira, 11 de dezembro de 2007


[Seu descaso é tanto que nem reparou que a imagem está de cabeça pra baixo]
Nos acordes da sanfona
vou tentando esquecer
e talvez lembrar
do sofrido povo
que chora por aqui
aquele povo que só reclama
mas acima de tudo ama
e quer compartilhar.
Eles querem é vida
é dança
é molejo da morena
é saia curta
e que ninguem saia deles.
Eles querem é compartilhar.
Eles brigam, mas se precisam.
O povo que de longe reconhece a arma da guerra na janela.
Eles que se confraternizam no natal e no resto do ano.
Eles que querem compartilhar.
Aquele povo que gosta da mesma música.
Aquele povo que sorri
eles me olham quando passo
Eles não gostam de pessoas que tenham estilo diferente.
Eles querem é compartilhar.
e sem poesia sei que todos vivem
Mas carregam estigmas de poetas
Quando ouvem eles se derretem e chamam no portão a vizinha pra ouvir
Eles querem compartilhar
E com toda amargura
Eles querem compartilhar.

4 comentários:

betina moraes disse...

"com parte lar!"

existe uma cadência muito boa no que você escreve (descreve). é hora de você fazer uma música! procure um parceiro que entenda de melodia e acordes, mãos a obra! você tem um talento muito grande para ritmar.

achei maravilhosa a foto de ponta cabeça. idéia muito marcante. realmente dá para ficar muito sem graça quando se repara que está tudo virado.. gostei demais.

um beijo grande manachica!

Maricotinha disse...

Mana, esse, acaba de ganhar um espaço na minha casinha!
Foi o mais gostoso de se ver, sentir, de ouvir...de dizer!
Te amo!

NilsiN disse...

Mandou bem, mininaH

sua poesia fala pela comunidade
pq o que a gente gosta mesmo é de compartilhar.
falou tudo!

beijos!

Silvano disse...

Oi MANACHICA, aqui Silvano, do blog COISA DE GORDO. Já tinha lido teu comentário no Cântico Negro...muito legal. Gostei do teu blog, do teu texto, teu estilo. Parabéns! O caminho é este mesmo. Abração. SILVANO silvano@via-rs.net